Life Style Notícias

Falando em cosméticos, você sabe a diferença entre Vegano e Cruelty Free?

Ao saber que a marca é Cruelty Free pode gerar alguma animação entre as pessoas que não querem consumir produtos que tenham sido feitos com crueldade animal, como testes dermatológicos na pele dos bichinhos por exemplo.

No entanto, essa marca pode não testar em animais ao elaborar seus produtos, mas você sabia que estes produtos podem ter ingredientes de origem animal?

A maioria dos cosméticos de maquiagem ou de cabelo contém ingredientes de origem animal. E os mais usados são:

Bicho da Seda – Contém nos shampoos, condicionadores,
Cera de Abelha ou Cera Alba – É utilizada em batom, corretivo…
Carmime ou Carmim – Pode ir na maioria das vezes em blush, sombras, batons. Tons que necessitem de vermelho. Como: rosa, marrom, bronzer…
Leite – Pode conter no sabonete, shampoo, condicionador, creme corporal…
Pelo Animal – Pincéis de maquiagem ou Escovas de Cabelo (ta na moda agora escova com pelo de javali)
Tutano – Contém muito em shampoo e condicionador!

E vale lembrar que, Leite gera um imenso sofrimento para as vacas, e todos os outros ingredientes citados acima, o animal precisa morrer. Então, fica o questionamento: Marcas Cruelty Free são sem sofrimento mesmo?

A resposta é uma questão ética individual de cada um, embora a gente acredite que o ideal para um mundo sem sofrimento animal são marcas realmente veganas.

Para ficar claro, abaixo descrevemos as especificações de marcas veganas e cruelty free:

Marca Vegan / Vegana: quer dizer que ela não testa em animais, e que todos os produtos fabricados por ela não contém ingredientes de origem animal. Ou seja, é uma marca completamente livre de crueldade.

Marca Cruelty Free: quer dizer que a marca não testa em animais, mas os produtos contém ingredientes de origem animal. Claro que não é uma regra, pode não conter, por isso é bom pesquisar sobre os produtos, ver se contém ou não ingredientes de origem animal, como Carmim, Cera de Abelha, Glicerina, leite ou tutano…

 

Gostou de entender mais sobre essas diferenças? Comente

Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *