Notícias

Dois mil frangos morrem de calor após queda de energia em granja

Dois mil frangos morreram de calor em uma granja localizada em Ouro Verde de Goiás (GO) após uma queda de energia de dez horas de duração. Ao ser questionada, a proprietária do local demonstra que, de fato, trabalha nesta área por não ter empatia alguma pela vida animal. Isso porque ela lamenta o prejuízo financeiro, de R$ 12 mil reais, mas não cita, em momento algum, o sofrimento imposto aos frangos pela falta de ventilação.

Dois mil frangos morreram de calor (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

De acordo com a Companhia Energética de Goiás (Celg), o fornecimento de energia na região já foi restabelecido. Em entrevista à TV Anhanguera, a empresa afirmou que encaminhará uma equipe ao local para verificar a rede elétrica, mas não explicou o motivo da queda. Investimentos em modernização de rede foram feitos, segundo a Celg, mas os resultados só poderão ser vistos em médio prazo.

Os frangos são mantidos em um galpão fechado com exaustores responsáveis pela ventilação. O local superlotado não dá espaço para, muitas vezes, os frangos conseguirem sequer abrir as asas. Amontados, eles vivem sob constante estresse.

Frangos vivem em ambiente estressante e superlotado (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

De acordo com a produtora rural Ana Paula Oliveira, os animais aguentam até três horas sem a temperatura adequada, que deve ser mantida em até 27°C. “Uma vez por semana tem essa queda longa. A gente chega a ficar até 12 horas sem energia”, comentou Ana Paula.

Os animais mortos foram enterrados em uma vala para evitar riscos de contaminação. A causa da morte será confirmada pela Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), que deve visitar o local.

via Portal Anda

O que achou? Comente

Compartilhe com seus amigos